terça-feira, 13 de abril de 2010

O que move o ser humano

Dinheiro. É isso que move o ser humano. Não é nada, além do dinheiro. Nenhum instinto racional ou biológico o move tanto quanto o dinheiro. Nenhuma paixão o move mais do que esse pedaço de papel. Por ele se faz tudo: rouba, mata, explora, esquece a familia, os amigos, a si mesmo...
Por ele, o individuo deixa de comer, de viver, de ser feliz. Qual será o motivo sinistro e misterioso pelo qual se esconde esse desejo infindável, essa necessidade explicita por dinheiro?
Quanto vale o bom -humor? um fim de semana de lazer? um momento com a familia? a atenção para os filhos? o amor? a felicidade? um momento para você? a saúde? porque o ser humano insiste que o dinheiro é mais importante que tudo isso? porquê? quem tem a resposta deste imensurável mistério da humanidade?
Porque sacrificamos tudo, inclusive a nos mesmos, por causa de coisas que podem ser trocadas por esses papeis?
E porque achamos a cada dia que o bem material é imensamente mais importante do que a vida? ou o amor? ou a amizade? ou a felicidade?
Aliás, a cada diz que passa nós achamos mais que o dinheiro compra felicidade.
Por quê?
Não digo que dinheiro não seja necessário...mas porque a maior parte das pessoas coloca ele acima de tudo, eleva-o além das necessidades, acima das pessoas, e, mais, acima de si mesmos?
Claro que não somos todos assim, alguns são mais, outros menos...alguns abdicam de bens materiais, outros tornam o trabalho um vicio, impulsionado pelo mecanismo do dinheiro.
Mas a maioria, a grande maioria, a esmagadora maioria o quer, o deseja, sonha com ele além do que necessita.
Qual será o segredo por dentro de nossas mentes que eleva tanto o material? o que nos leva a este desejo tão desesperado pela posse? gostaria de entender.

1 comentários:

Gilberto Professor disse...

bem ,como seu blogue é abero tenho que discordar de sua opnião , acredito que vc eteja o teve passando alguma adversidade nas finanças mas o que move o homem é anecessidade de executar algo que lhe seja necessário ou jeja , a necessidade , pode ser no campo do amor ,dinheiro ,sexo ou política , deve-se não excluir outras culturas e povos , pois cada qual tem uma maneira de ver o mundo de um jeito diferente , caso vc esteja se referindo a sociedade caóticocapitalista aí devo concordar com vc.

Postar um comentário