sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

EU MORO EM UM PAÍS ONDE UM PROCURADO PELA INTERPOL PODE SER POLÍTICO, MAS UM POBRE ASSALARIADO NÃO ARRUMA EMPREGO SE ESTIVER INADIMPLENTE!

Eu moro em um país onde se julga caráter pelo que a pessoa deve, sem estipular se a pessoa passou por um momento difícil, calculou mal seus gastos, ficou desempregado e não conseguiu pagar as contas e depois não deu conta dos JUROS absurdos, ou se passou por um abalo emocional que o fez gastar além da conta.

Eu sou devedora sim, e pelo menos 70% do que eu devo são juros. Eu passei por um desajuste emocional sim, não gastei com sabedoria meus cartões, fiquei desempregada e não dei conta de pagar tudo. SIM! assumo! e depois disso, não consigo mais um emprego decente.

Mas não, não sou mal caráter, nunca roubei ninguém, nunca tirei o que era dos outros, nunca desejei o mal a ninguém, nunca fiz algo errado. SOU COMPETENTE E NUNCA FUI MÁ FUNCIONÁRIA.

Mas eu sou pior que um bandido aos olhos da sociedade, só porque lidei mal com meu dinheiro e tive pouca sorte.

Paciência, esse é o país em que vivo, infelizmente. Vergonha, tristeza, luto, é tudo que sinto por este país. Queria sentir amor, queria sentir orgulho de ser brasileira, mas não consigo sentir orgulho em ter nascido numa terra de pessoas tão estúpidas e ignorantes, que não sabem sequer julgar o caráter de alguém.

1 comentários:

joyce zenobi disse...

Parabéns,vc é uma das poucas pessoas concientes no brasil...abraço.

Postar um comentário