quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Minhas verdades

Não acredito em pecado, mas sim na lei do retorno. Não acredito em muitas coisas que a bíblia diz, mas acredito em um lugar eterno para onde vamos quando morrermos, e acredito que morrer material é acordar para a verdadeira vida, cujo este “paraíso” seja a verdadeira terra. Não para onde vão os não pecadores ou tementes a Deus ou crentes em Jesus ou Alá ou o que for... Mas um lugar para onde vão os verdadeiramente merecedores por suas atitudes, seu coração e sua alma... A verdadeira vida é etérea, e esse mundo material é uma passagem, um sonho, uma passagem da vida... Por quê? Não sei, talvez o motivo de acreditar seja por medo do desconhecido, talvez seja uma esperança de viver eternamente, de ser feliz, de ter outras chances,de sempre poder ver quem eu amo, ou pode ser algo que sinto dentro de mim, quem sabe?

 Acredito também no fim do mundo (este mundo), mas não por ira de Deus, e sim por conseqüência de nossos próprios atos.

Não é errado se divertir, o errado é desrespeitar, fazer mal. Errado é não ser feliz, e não o contrario. Não creio em um Deus sádico que tenha criado a humanidade apenas para sofrer, acredito que este Deus criou a felicidade para ser utilizada.

Errado é subjugar outras crenças achando que somente a sua é certa, pois afinal, todos somos iguais e todos temos possibilidade de errar e acertar também, por isso creio que certo seja respeitar todas as opiniões, pois no final tudo vai dar no mesmo lugar, tudo tem uma base, apenas nos afastamos dessa verdade.

O que importa é o que verdadeiramente sentimos, o superficial serve para tornar a vida mais simples, mas se você olhar para dentro vai ver que tudo é maior do que pensava, e quanto mais se conhece isso mais se evolui.

Estou certa? Estou errada? Não posso afirmar... Ninguém pode... Mas eu sei o que sinto dentro de mim, e sinto que todos e tudo no mundo somos um só, e que este mundo, mesmo sendo passageiro, faz parte de nós e da energia criadora, então devemos respeitá-lo e amá-lo.

9 comentários:

Márcio Fernandes disse...

Desculpe Fifinha, mas há algumas coisas que não estão batendo... Não acredita em pecado mas acredita em certo e errado?
Diz que morrer é acordar para a verdadeira vida, mas depois diz que a verdadeira vida é etérea?

Desculpe também minha assiduidade, mas pode ser que este seja meu último comentário aqui.

Concordo contigo em muitos pontos, aliás, daria até para escrever um livreto baseado somente no seu post. Concordo que há um lugar eterno sim, mas não tenho certeza de que todos estarão lá. Na verdade, a vida material deve ser encarada como um desafio prazeiroso. "Não é errado se divertir, o errado é desrespeitar, fazer mal".
Por que hoje em dia as pessoas acham tanto prazer no sofrimento e humilhação alheios? Isso é errado.
Temos de respeitar, fazer o bem e nos alegrarmos ao fazermos isso. Ao pagarmos um lanche para um morador de rua, uns acharão certo pois ele tem fome, outros acharão errado sob a alegação de estar patrocinando a ociosidade e a morada irregular.

A vida material é muito complexa, se muitos não entendem as coisas que vêem e tocam, imagine então as coisas que não se pode ver? Há coisas em que temos de crer para ver, e não ver para crer.

Só uma dúvida, você acredita que nossos ancestrais eram macacos?

ElfaAzul disse...

Sim, acredito em fatos, que é a evolução.

Nao acredito em criacionismo, desculpe.

E quando falo de certo e errado, falo a respeito do que é errado para nós...do que prejudica ou não as pessoas...beber cerveja nao prejudica ninguem, mas os religiosos acham que é pecado...sexo nao prejudica ninguem, mas os religiosos acham pecado...desculpe mas a esmagadora maioria das coisas que vocês falam não bate, nao comprova nada.

carlos disse...

Só pra solucionar alguns pontos mal entendidos que uma leitura equivocada pode causar:
O conceito do pecado não é o certo e ou errado. O conceito do pecado é o certo e o errado dentro dos dogmas da igreja, criado pela igreja pra fazer a manipulação da sociedade. E sobre a evolução humana quem fez esse comentário deveria ler mais sobre, pois conforme calculos de um padre no sec 19 a humanidade tem 4.000 anos sendo que os egipcios tem 6.000 anos os sumérios tem 7.000 anos então leia mais e aprenda antes de fazer especulações baseadas em um unico livro.

Samael disse...

Incrível como pessoas que se acham extremamentes certas em algo, erram inconsequentemente em outras.

Meu caro Márcio Fernades, é uma pena que aquele supostamente foi seu último post aqui, mas pelas suas palavras vi que você deve ser um religioso fervoroso não? Acredito que sim. Pois bem, você deveria usar a sua fé, para ao menos ler sobre um assunto antes de mencioná-lo, quem disse que nós, seres humanos descendemos de macacos? Charles Darwin?? Digo que nem ele nem nenhum outro cientista ou pensador disse algo parecido.

Os inúteis dessa sociedade mal conhecem Teoria da Evolução e já andam mencionando "descendentes de macaco". Claro que eu não vou explicá-la aqui porque não me faria entender, só queria deixar claro que não se deve falar aquilo que não se conhece.

Sinto, na "minha fé", que você e essa sua pergunta medíocre queimará no inferno, assim como todo o céu "cérebro de ervilha" que criou pessoas como você.

Márcio Fernandes disse...

O que eu mencionei no início do meu post foi somente para indicar o que pode ter sido uma má expressão, portanto, por quê os comentários agressivos?

Obrigado pela resposta, Nikita!
Mas EU não acho pecado beber cerveja, ou vinho, ou seja lá o que for, muito menos o sexo. Nada nos é ilícito, mas há coisas que não nos convém fazer. Beber cerveja, por exemplo, pode ocasionar dependencia e inibição do mecanismo interno da censura. Concorda comigo? Por favor, não me veja como vê "os outros religiosos", pois cada pessoa deve ser tratada individualmente.

Interessante ponto de vista, Carlos, mas eu não estou falando de igreja. No meu ponto de vista, pecado e erro são sinônimos, apesar de o pecado ser um termo que sempre esteve atrelado a religiosidade. Mas meu ponto de vista não significa necessariamente que somente eu esteja certo. A Verônica por exemplo nos mostrou o ponto de vista dela, e eu acho muito interessante quando as pessoas mostram seus pontos de vista, pois desta forma a gente acaba comparando com os nossos. Você mostrou seu ponto de vista também, só até aqui nós já temos três pessoas com três pontos de vista diferentes.

Desculpe mas eu realmente não li muito sobre a evolução humana, pois apeguei-me com o que minha professora de ciências tinha me ensinado há quase 20 anos atras. Mas se você LER meu post MAIS uma vez, vai perceber que eu não fiz comentário nem especulação alguma a respeito disso, apenas fiz uma pergunta cujas possíveis respostas incluem "sim", "não" e o ponto de vista da pessoa a respeito do assunto. Porque tamanha é a capacidade do homem imaginar, questionar-se sobre a vida, que eu duvido muito do que aprendi na escola. Ah, e obrigado pelas informações!

Samael...
Ninguém está se achando extremamente certo aqui, é uma questão de comparação, concordo e discordo, não disse que ninguém acertou ou errou, quem sou eu para julgar?

Felizmente essa discussão está interessante e eu farei mais uns 100 comentários, isto é, se a Elfa Azul permitir.
Pelas minhas palavras você viu que eu devo ser um religioso fervoroso? Pela música de Beethoven ele deveria ouvir muito bem, não?
Bom, não sou fervoroso, mas gosto de expor minha opinião.

Como você mesmo diz, "quem disse que nós, seres humanos descendemos de macacos?" Vi na wikipedia que "Os cientistas estimam que os seres humanos ramificaram-se de seu ancestral comum com os chimpanzés - o único outro hominins vivo - há cerca de 5-7 milhões anos atrás."

Eu não disse, eu perguntei, agora, se você não gostou da pergunta, ignore, pois eu não gostei do seu comentário e nem por isso estou desreipeitando você com minha resposta. Eu acato o adjetivo de medíocre à minha pergunta, pois ela realmente o é, e o perdoo pelos seus insultos, na esperança de que você seja mais tolerante da próxima vez.

Um abraço a todos e espero debatermos mais sobre esse e outros assuntos. Seu Café está com muito bom Conteúdo!

ElfaAzul disse...

Marcio,

Ok, e o que é "censura" pra vc?

E sobre esse lance de "fazer mal"...trabalhar faz mal? afinal, gera stress que faz mal pra saude. Logo, trabalhar deve ser evitado tb?

Desculpe, nao costumo generalizar, mas é que voce demonstrou pra mim sintomas basicos de um crente fervoroso e cego: nao respeita a opiniao do outro, nao enxerga que vc pode estar errado e nao percebe a sua investida insatisfatoria para tentar convencer outros.

Logo, sou obrigada a te comparar com outros religiosos, me desculpe.

Voce esta se defendendo agora quanto ao ponto de vista, mas voce deixa claro que nao aceita pontos de vista diferentes do seu.

Agora te pergunto: porque voce disse que provavelmente seria seu ultimo comentario? e tb porque me perguntou a respeito dos macacos?

Alias, quanto a isso...Darwin, pai do evolucionismo, afirma ser possivel termos decendentes primatas, mas nao afirma exatamente que foram macacos, nem que fomos descendentes diretos, e sim que podemos ter vindo do mesmo ancestral, talvez.

Agora, uma pergunta...pq vc acredita na criação? por que esta na biblia ou tem alguma resposta plausivel?

Desculpe pelas palavras, mas vc questionou a respeito de minha visao sobre vc, e sim, vc ja demonstrou ser um crente fervoroso. Nao leve a mal, mas...cada um defende seu ponto de vista.

Samael disse...

Saudações novamente!

E realmente desculpe por minhas palavras sórdidas, estou trabalhando nessa minha "radicalidade", porém há algumas perguntas que não podem ser ignoradas assim como existem palavras que não podem ser poupadas.

Creio que nem comentei o post em si, mas agora o faço. Pois bem, a respeito desse mundo, certo ou errado, crenças.
O mundo que existe hoje é o mundo que o próprio homem criou. Este determinou valores, que hoje são conhecidos como "certo e errado", isso por um lado é bom e por outro lado é extremamente ruim, pois a partir do momento que algo seja determinado como certo ou errado, aquilo passa a ser totalmente o que foi caracterizado, e no caso para o que foi tido como errado, passa a ser intolerante, não porque é errado de fato, mas sim porque a sociedade não discerni opções de condições.

Quanto à crenças, esta também foi o homem quem criou e crenças são bem fundamentadas na psicanálise. Elas são uma forma de ativar o cérebro para que desejos (dentro do que é considerado certo em sua maioria), sejam satisfeitos, é basicamente parecido com o efeito placebo na medicina, "creio nisso acabo sentido, vendo e ouvindo aquilo..."

ElfaAzul disse...

Bom dia!

Bem, voce com este comentario vai contra o que você defende, é o que parece.

Márcio Fernandes disse...

Censura são limites impostos sobre a liberdade de expressão.

Existe o bom senso, trabalhar tem suas vantagens e desvantagens, e optar por não trabalhar também tem suas vantagens e desvantagens. Eu particularmente dedico a maior parte do meu tempo ao trabalho, seja remunerado, seja voluntário. Eu me sinto muito bem ao resolver problemas e tenho a capacidade de manter-me calmo sempre. Se o trabalho fosse ruim, eu não trabalharia com contabilidade, webdesign, SEO, manutenção de computadores, ensino de línguas e edição de vídeos.

Onde eu desrespeitei a opinião de alguém? E onde eu disse que estou absolutamente certo? Peço desculpas a quem eu possa ter desrespeitado.

Você não está obrigada a me comparar com ninguém, você tem essa liberdade, mas te desculpo.

Meu ponto de vista é claro, e eu, como não sou o dono da verdade, estou sempre disposto a aceitar diferentes pontos de vista. Pode ser válida a teoria do Evolucionismo sim, inclusive mesclada com a do Criacionismo, mas não acredito muito nela não. Porque há animais hoje em dia que são exatamente como os fósseis datados de milhares de anos atrás?

Minha assiduidade estava me incomodando. Quanto aos macacos, em minha opinião, foi muito pouco tempo para transformarem-se no que somos hoje, portanto eu novamente não acredito que isso seja válido, pois Darwin, que era um cara como eu e você, afirma, mas ainda faltam muitas provas.

Eu acredito na criação, pois estou criando um comentário. Pessoas criam pinturas, músicas, histórias. Tudo isso nunca existiu antes, e passou a existir de uma hora para outra. Esse meu comentário é uma manifestação quase que espontânea, eu não precisei rascunhar nem me basear na opinião dos outros, para chegar a esse ponto. E quando você o lê, ele passa a existir em sua mente, mesmo que momentaneamente. Está na Bíblia e não tenho resposta plausível, pois assim como as obras de Deus são independentes do homem, minha crença é independente de provas científicas.

Acreditar que toda forma de vida que existe hoje originou-se de um organismo unicelular é mais fácil do que acreditar que fomos criados por um ser supremo e perfeito? Acreditar que houve uma explosão que deu origem ao universo há bilhões de anos atrás é mais fácil que acreditar em Jesus, que esteve aqui há dois mil anos atrás?

Sabe por que estou parecendo um crente fervoroso? É porque eu tive inúmeras confirmações da existência de Deus. Como você explica eu perguntar algo em oração numa noite e, na outra noite alguém vai a minha casa e diz “Deus pediu para falar contigo” e dá a resposta exatamente aquilo que eu perguntei? Como você explica minha esposa pedir em oração para que ela recebesse um aumento salarial para poder tirar o “gato” e no dia seguinte o pastor diz alto e claro para que quem quisesse ter um salário melhor, primeiramente deveria agir corretamente tirando o “gato”?

Bom, cada um de nós tem sua razão de acreditar no que acredita, estamos revestidos de provas, de certezas. Também estou certo de que a verdadeira vida é a que está por vir. A diferença entre nós é que eu prefiro me prevenir para não trocar a vida verdadeira pelo breve fôlego que é esta vida que vivemos.

Postar um comentário